segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Lançamento do Livro o Borralho


Na quarta-feira, dia 17, a Alivat em parceria com o CTG Bento Gonçalves realizou a solenidade de lançamento do livro O Borralho de autoria de João Carlos Möller Machado. Estiveram presentes o presidente da Alivat Deolí Gräff, os escritores Ana Cecília Togni, Edson Kober e Vera Nicaretta.
Um momento muito especial, pois na sua apresentação, João Carlos declamou diversos trechos de poesias, bem ao seu estilo gaúcho.
 
Na foto está o poeta com a esposa e os escritores presentes ao evento. 



Lançamento de Livro


A Alivat prestigiou sexta-feira, à noite, dia 11/11/11 o lançamento do livro da cronista Vera Nicaretta - “Nus, um para o outro” . O evento aconteceu na Apple Club, em Lajeado. Foi um evento muito badalado e reuniu especialmente alunos das aulas de inglês da Escola de Línguas Phoenix de propriedade da Vera, além de diversas autoridades, entre as quais a prefeita Carmen Regina Cardoso.
No cerimonial foram convidados a se pronunciarem a prefeita Carmen, a diretora do jornal O Informativo Ivone Villa, o acadêmico Marcos Frank que destacou as virtudes da escritora Vera e Ivete Kist, que surpreendeu a todos com um discurso em inglês, uma vez que a maior parte do público presente eram alunos de aulas de inglês da escola Phoenix.
A Alivat esteve representada pelos Acadêmicos Ivete Kist, Ana Cecília Togni, Marcos Frank e Deolí Gräff. Também esteve presente o poeta lajeadense João Carlos Machado, que na próxima quarta-feira, dia 16, às 20h, no salão Floresta do CTC vai fazer o lançamento do seu livro O Borralho. O evento será promovido de forma conjunta entre a Alivat e o CTG bento Gonçalves. 


Alivat vai realizar Assembleia para votar alteração do estatuto


A Academia Literária do Vale do Taquari (Alivat) realizou quinta-feira, à noite, dia 10, reunião em sua sede no Parque Histórico, para debater a reformulação do estatuto da entidade. Depois de intenso debate sobre a proposta de revisão apresentada pelo advogado Jerson Zanchetin foi fixada a data de 28 de novembro para a realização da Assembleia Geral Extraordinária para votação do novo Estatuto. O local será o auditório da Casa de Cultura, com início, em segunda chamada, às 19h30min. Conforme o presidente da Alivat, Deolí Gräff, as alterações mais substanciais referem-se a redução do mandato da diretoria de três para dois anos e a redefinição das categorias de membros da entidade. O novo estatuto define que a entidade terá 40 cadeiras e estabelece regras claras para a admissão de novos integrantes para a Academia. Vários parágrafos receberam nova redação e foram retiradas questões que geravam mais de uma interpretação.“A partir da aprovação da revisão estatutária será feita a efetiva instalação da entidade com a ocupação das cadeiras dos escritores que integrarão a Academia”, destacou Gräff. Ele observou que cada acadêmico poderá escolher um patrono entre os escritores da região já falecidos, em forma de homenagem póstuma.
Outro assunto tratado na reunião foi a definição sobre o lançamento do livro do 3ºConcurso Literário da Alivat, promovido em parceria com a Prefeitura de Lajeado. O evento solene será realizado na primeira quinzena de dezembro. O local será a Casa de Bach, no auditório da Clínica Dr. Wilson Dewes. Este evento é aberto para toda comunidade.
O acervo de livros de escritores locais mantido pela Alivat em sua sede recebeu mais dois livros, um de poesias de autoria do padre Álvaro Lenhardt e outro escritor lajeadense e atual presidente da Academia Literária de Taquara, Álvaro Borscheidt.

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Caros Acadêmicos e Amigos da Alivat


Temos a alegria de informar sobre lançamento de 3 livros:
 
1 - Quinta, dia 10,  a escritora Greice Weschenfelder  autografou livro na Feira em POA.
 
2 - Sexta-feira, dia 11, Vera Nicareta fará o lançamento de sua obra no Aple Club. Todos os Acadêmicos estão convidados. Vamos fazer uma força para estar presente em grande número.
 
3 - Dia 16, próxima quarta-feira, João Carlos Machado vai fazer o lançamento de seu livro de poesias gaúchas em evento que tem a promoção conjunta do CTG Bento Gonçalves e a Alivat. Será ás 20h no CTC. Todos estão convidados.

Alivat saúda O Boralho


João Carlos Möller Machado, residente em Lajeado, vai lançar livro de poesias gauchescas, O Boralho, sábado, dia 5 de novembro, às 16h30min na Feira do Livro em Porto Alegre. O lançamento é pela Editora Martins Livreiro. O poeta tem longa vivência tradicionalista. É ex-patrão do CTG Bento Gonçalves. Exerce a profissão de veterinário.
A Academia Literária do Vale do Taquari (Alivat) saúda o novo poeta, que vai enriquecer a lista de escritores da nossa região.

O que diz o poeta:
- Quais são as perspectivas sobre o lançamento do livro?
João Carlos - Não tenho perspectiva de viver da literatura, até porque como veterinário é que tenho atividade. A perspectiva de venda também não é grande. Publiquei para não ficar só comigo as poesias que eu escrevi durante anos.

- Como é a emoção de lançar o primeiro livro?
João Carlos - A emoção é muito grande. Não podia ser diferente. Mas a maior emoção ainda var ser a tarde de autógrafos na 57ª Feira do Livro de Porto Alegre

- Porque o título O Borralho?
João Carlos - Borralho, que é braseiro, fogo de chão como a própria poesia título diz, está presente desde os primórdios do Rio Grande do Sul em todos os lugares. No campo, nos galpões, nos CTGs, rodeios, e até no fundo das casas, inclusive na minha. Representa bem a dimensão que eu queria pra este livro gaudério.

- Porque o senhor escolheu a poesia gauchesca?
João Carlos - Realmente comecei escrevendo poesias passionais. Amores vivenciados. Depois que eu comecei a trabalhar como veterinário no campo, andando por estradas, várzeas, rios e coxilhas, frequentando galpões, mateando, proseando e tomando canha com a peonada, vi ali que existia um nicho grande a ser explorado. Como eu já estava mais abagualado enveredei por esse lado. E nos CTGs e rodas de amigos, em vez de declamar poesias de autores reconhecidos, declamava as minhas, que eram muito apreciadas pelos que ouviam. Disso tudo saiu o livro.



quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Notícia do Correio do Povo


Caros Acadêmicos e amigos da Alivat
 
No Correio do Povo de hoje tem uma notícia sobre o "afamado" político e "imortal" da Academia Brasileira de Letras. Se o projeto for aprovado temos que reivindicar os mesmos direitos para a nossa entidade. 


Alivat esteve presente no lançamento da Galeria de Versos 2011


Um evento cultural realizado dia 21 de outubro, nas dependências do galpão crioulo da residência do Hans Cremer serviu para fazer o lançamento da Galeria de Versos 2011. O evento reuniu nomes consagrados da poesia gaúcha. Uma das atrações foi debate sobre a produção de versos, da qual participou o acadêmico da Alivat Jorge Moreira, a poetisa de Roca Sales Rosane Piccinini, Salvador Lamberty, Pedro Júnior da Fontoura e Valdir Silveira Ribas conhecido como Poeta das Pedras.
A Galeria é formada por 24 poemas expostos em painéis, que serão levados para escolas e locais públicos de forma itinerante.
“O nosso objetivo é prestigiar nossos poetas e fazer as pessoas lerem as poesias”, afirmou Hans Cremer, mentor e mantenedor da galeria.
O poeta e escritor Jorge Moreira, membro da Academia Literária do Vale do Taquari (Alivat) e integrante da Estância da Poesia Crioula, classificou o evento de lançamento da Galeria de Versos como um acontecimento de pura cultura. “Isto deveria acontecer mais vezes. Mais pessoas deveriam participar de acontecimentos como estes”, afirmou.



Alivat participou do pré-lançamento do livro de Vera Nicaretta


Quinta-feira, à noite, dia 27, o presidente da Alivat e a acadêmica Ivete Kist prestigiaram o pré-lançamento do livro de crônicas de Vera Nicaretta, na Casa de Bach, na Clínica Dr. Wilson Dewes. O livro NUS, UM PARA O OUTRO, vai ter dois lançamentos, dia 29 de outubro, às 16h na Feira do Livro de Porto Alegre e depois, dia 11 de novembro no Apple Club em Lajeado.
Vera Nicaretta está muito entusiasmada com o lançamento da obra. No pré-lançamento, Dr. Wilson Dewes enalteceu o trabalho da escritora e sua sensibilidade em por no papel suas ideias. O ato também foi prestigiado pela prefeita Carmen Regina Cardoso e outras autoridades. 


Alivat prestigiou lançamento do livro do Padre Álvaro

Em um bonito e significativo evento realizado quinta-feira, dia 27, à noite, na Casa de Cultura de Lajeado, aconteceu o lançamento do livro de poesias do padre Álvaro Lenhardt. A Alivat esteve presente com um significativo número de acadêmicos, como podem ver na foto. 





sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Alivat apoia o lançamento do livro de mais dois escritores


O Vale do Taquari também é um campo fértil na produção literária. Nos meses de outubro e novembro três novos escritores farão o lançamento de seus livros. Dia 11 de novembro, a Vera Nicaretta vai apresentar sua obra. Dia 22 de outubro I.J. Santim, de Muçum vai autografar a primeira obra e dia 27 de outubro padre Álvaro Lenhardt vai apresentar sua veia poética.

I.J. Santim
No sábado, dia 22, durante a 3ª Feira do Livro de Muçum, que acontece na Praça Cristovão Colombo, situada no centro em frente a igreja matriz, o jovem escritor Itacir José Santim vai fazer o lançamento do livro de ficção “ O Encontro final”.
I.J. Santim é acadêmico do curso de História da Univates, em sua obra conta sobre uma turma da sétima série de uma escola estadual da cidade de Muçum, na qual ocorrem estranhos fenômenos sobrenaturais. “Cada capítulo faz o leitor querer chegar ao próximo. Existem muitas cenas de ação, sentimentalistas, e reviravoltas surpreendentes até o final”, comenta o autor.

Padre poeta
O padre Álvaro Lenhardt, vai fazer o lançamento do livro de poemas “Pelos caminhos da vida – Tentativas de inculturar o Evangelho”, dia 27 de outubro, às 19h, na Casa de Cultura de Lajeado. Padre Álvaro é natural de Santa Clara do Sul, foi pároco em Lajeado entre 1989 e 1993, na Paróquia Santo Ignacio. Hoje reside em Santa Cruz do Sul, atua como capelão no Hospital Santa Cruz.
O padre poeta será o Patrono da 5ª Feira do Livro de Encruzilhada do Sul, que acontece de 21 a 23 de outubro. O tema da feira é: “Aventura e Conhecimento através da Leitura”.

Alivat esteve presente no lançamento do livro da Vera Nicaretta


A escritora Vera Nicaretta fez o lançamento do livro de crônicas “Nus, um para o outro” em Lajeado em evento realizado na Apple Club, dia 11 de novembro, às 20h. Em Porto Alegre o lançamento será na Feira do Livro dia 29 de outubro, às 18h30min na Praça da Alfandega.
A obra conta com o apoio da Escola de Línguas Phoenix, Casa de Bach, Gráfica Lajeadense, Champs Elyssés e jornal O Informativo.




quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Alivat participa da Feira do Livro de Ilópolis com lançamento de 4 livros


A Secretaria Municipal de Educação e Cultura de Ilópolis, realizou segunda e terça-feira dia 10 e 11 de outubro a Feira de Livros. O local foi a sede social do Clube Recreativo, no centro da cidade. Uma das atrações foi o lançamento de quatro livros de autores locais. Além da comercialização de livros literárias o evento teve atividades paralelas como hora do conto, sessão de cinema, conversa com escritores, show de mágicas, teatro de bonecos, exposição de trabalhos pedagógicos e lançamento do livro de poesias da Escola Municipal de Ensino Fundamental Agrícola, Florestal e Ambiental.
Segunda-feira, dia 10, à noite, quatro escritores fizeram o lançamento de livros: Adriano Luís Turelli Spézia sobre doutrina espirita; André Bozzetto Junior sobre literatura fantástica; Ivanes Fátima Nunes Cavalheiro poesia e Enilson Fornari lançou livro de piadas.
Bozzetto gosta de escrever sobre a figura mística do lobisomem. A carreira de Bozzetto Jr. começou em 1998 com a publicação do romance “Odisséia nas Sombras”. Depois de alguns anos parado, voltou com seu segundo romance, “Na Próxima Lua Cheia”, em 2010, que já está na terceira edição e a maior parte dos livros comercializados em São Paulo, Rio de Janeiro e Minas gerais.
Outro destaque foi a poetisa Ivanes, que é deficiente visual, transmitiu uma belíssima mensagem de vida e de superação. Ela brindou a todos com a leitura em braile de uma poesia de sua autoria.
Adriano Spezzia, que é acadêmico da Alivat fez uma declaração de amor a sua terra natal e falou sobre a abrangência da doutrina espirita. Ele enfatizou o amor e o bem querer que deve predominar entre as pessoas.
O humorista Enilson Fornari falou sobre a importância do bom humor. Ele revelou que quando escreve piadas coloca personagens da cidade cidade na história. “As vezes estou criando uma piada e vem a inspiração de fazer uma poesia. A inspiração é algo interessante”, destacou Fornari.
A Alivat esteve presente com o presidente Deolí Gräff e os acadêmicos José Alfredo Schierholt e Alício de Assunção 


segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Alivat vai prestigiar Feiro do Livro de Ilópolis


A Secretaria Municipal de Educação e Cultura de Ilópolis, na pessoa da secretária, Vania F. Malaggi, convida a Alivat para o lançamento das obras de três autores

ANDRÉ BOZZETTO JR.
(Romancista)

ADRIANO LUIS TURELLI. SPEZIA (Acadêmico da Alivat)
(Doutrina Espírita)

IVANES FÁTIMA NUNES CAVALHEIRO
(Poetisa)

O encontro acontecerá na Feira do Livro 2011, dia 10 de outubro, segunda-feira, a partir das 19 horas, no Clube Recreativo Ilópolis.

Notícias do Concurso Literário em diversos veículos de Comunicação

O jornal Fato Novo de Taquari deu um grande destaque ao nosso concurso Literário, assim como outros jornais, rádio e TV. O que chamou atenção foram as declarações e a importância que os dois entrevistados deram ao nosso concurso.
Segue o Link da notícia e abaixo a reprodução do texto.

 
 Taquariense está entre os vencedores do concurso da Alivat
07-Out-2011
No dia 28, em reunião do Parque Histórico de Lajeado, a Academia Literária do Vale do Taquari (Alivat), divulgou o resultado do seu terceiro concurso. A Academia recebeu 116 obras de 40 autores, provenientes de várias cidades da região. O presidente da Alivat, Deolí Gräff, ressaltou a qualidade dos textos.
“O que demonstra que temos muitos e bons escritores em condições de ingressar no mundo literário”. O prêmio dos vencedores será a publicação de seus trabalhos em livro, ainda sem data para lançamento.
Cristiane Lautert Soares, 27 anos, estudante de jornalismo da Unisc, ficou em segundo lugar na categoria Conto. Ela conta que o gosto pela escrita e pela literatura surgiu quando era pequena. “Sempre senti a necessidade de dividir com o papel as minhas experiências. O papel ou o Word recebe melhor as impressões da alma. O papel entende”. A cronista gosta de construir textos, deixá-los na gaveta, modificá-los. “Uma centena de vezes. Eles nunca ficam prontos, na verdade. Eu é que tenho urgência de soltá-los no mundo”, Cristiane continuará produzindo e está feliz em saber que seu texto será publicado. “É um presente de Deus! Isso motiva a continuar escrevendo, a continuar tentando. Vou participar de outros concursos, sem dúvida. Quem sabe um dia eu publico um livro? O sonho é grande e os passos são pequenos, como deve ser”.
Cronista das coisas comuns
Cristiane escolheu o estilo que considera expressar melhor seu pensamento. “As crônicas têm este lance bacana de possibilitar que coisas comuns, aparentemente banais, assumam um sentido maior”. Para ela, os leitores se identificam, vivenciando as experiências de outrem. Quanto a outros estilos, ela arrisca alguns passeios pelos poemas, “mas me sinto em casa escrevendo crônicas”.
O texto selecionado pela Alivat, Espera um pouco mais, é sobre o tempo de espera nas filas de determinados estabelecimentos. “De um modo irônico, tentei retratar que o tempo gasto com a demora nos atendimentos de agências bancárias e correios, por exemplo, pode ser encarado como uma bateria de testes, necessária para que o indivíduo seja admitido no mundo adulto”. A escritora conta como encara as filas e as reações a partir de algumas situações que, provavelmente, a maioria dos usuários desses serviços já enfrentou.
O trabalho de Cristiane pode ser acompanhado pelo blog Incontinência Literária (http://incontinencialiteraria.blogspot.com).
RESULTADO
CONTO
1º Lugar – Lembranças – Adriano Anschau - Lajeado
2º Lugar – Bilhete de Bobby – Jeferson Henrique Rodrigues – Lajeado
Menção Honrosa
A Ameaça – João Roque Scherer – Lajeado
Crônica
1º Lugar Marcas do Primeiro Dia – Janice Schmidt – Cruzeiro do Sul
2º Lugar Espera um Pouco Mais – Cristiane Lautert Soares - Taquari
Menção Honrosa
Pés descalços – Adilar Signori – Roca Sales
Corina – Iara Ghilardi Breitenbach - Lajeado
Crônica Histórica
1º Lugar Viagem ao passado de Vila Progresso – Leandro Lampert - Lajeado
2º Lugar Rio Taquari – Luis Fernando Radaelli – Lajeado
Menção Honrosa – não houve
Poesia
1º Lugar João de Barro – Rosane Piccinini – Roca Sales
2º Lugar Amor – Rivail Teixeira - Lajeado
Menção Honrosa
Flagrantes recortados – Alessandra Ames – Arroio do Meio
Acalanto – Romeu Sandro dos Santos – Pouso Novo
“Uma poesia nunca fica pronta, você apenas desiste dela...”
Rivail Teixeira tem 33 anos e sempre gostou de escrever. Ele diverte-se dizendo que atualmente sua maior influência é a história em quadrinhos Calvin e Haroldo, de Bill Watterson.
Foi com a poesia “Amor” que Rivail participou do concurso da Alivat e obteve o segundo lugar na categoria. O jornalista de O Fato Novo, revelou cedo seu talento na escrita. Ele conta que ganhou dois concursos infantis quando tinha 7 ou 8 anos, e outro aos 14 anos. Neste, um projeto da Secretaria Estadual de Educação, que resultou de uma biblioteca itinerante pelo Estado.  Seu livro Da Minha Janela estava entre eles. Mesmo assim, o jornalismo não lhe passava pela cabeça. “No teste vocacional deu antropologia e eu queria ser psiquiatra”, ri. Foi lendo os cadernos de vestibular que optou pelo jornalismo. “Dizia lá: se você é fofoqueiro, cricri, gosta de ler e escrever, faça jornalismo. Daí pensei, vou ver se é isso”, lembra. Ele entrou para a faculdade de Comunicação Social e, aos 18 anos, começou a trabalhar em O Informativo do Vale, jornal da sua cidade, Lajeado. “Quando terminei o curso não tinha certeza se era o que queria fazer para toda a vida e comecei a faculdade de Ciências Sociais. Mas acabei resolvendo que era com a escrita que trabalharia”.
Obras e influências
Aos 27 anos, Rivail começou a escrever além dos espaços da redação, “por uma necessidade de alma”. Em 2005 e 2006 escreveu um grupo de textos que chama de Netuno, do qual faz parte o poema “Amor”, escolhido pela Alivat para a publicação. “Nesta época, eu estava influenciado por leituras de Rimbaud, Dante Alighieri, Jung, Erasmo de Roterdã e Bachelard. Em 2007 e 2008, escrevi outro grupo de textos, que chamo de Terra, influenciado principalmente por Nietzsche e Artaud. Em 2009 iniciei Marte. É onde estou, e para o que tenho me dedicado bem pouco e lendo apenas Calvin e Haroldo”. Para Rivail, participar do concurso da Alivat foi um teste para saber se os projetos mereciam mais disciplina e dedicação. “Ser jornalista é sempre estar falando dos outros, do que as pessoas fazem, como vivem, quais seus problemas, necessidades... É ser voz do outro, mesmo que tudo isso passe por dentro de você. O texto subjetivo sempre é o falar-se, é uma exposição maior das coisas que se sente, que te fazem sofrer ou feliz, das angústias, medos”, define. Perguntado sobre quanto tempo leva para escrever uma poesia, Rivail responde com filosofia: “Uma poesia nunca fica pronta, você apenas desiste dela...”.

sábado, 8 de outubro de 2011

Parabéns Alivat pelo 6º aniversário


A Academia Literária do Vale do Taquari (Alivat) é uma realidade. Hoje dia 4 de outubro, estamos comemorando nosso 6º Aniversário. É pouco tempo de vida e uma bela história. Comemoramos o nosso aniversário com um jantar, a base de peixe, no restaurante Planeta Terra, no Unicshopping. Foi um belo encontro comemorativo (veja foto).
Aos que se fizeram presente e a todos os Acadêmicos e Amigos da Academia, nosso cordial abraço de feliz aniversário. A Alivat está ocupando seu espaço e recebendo reconhecimento. Para comprovar isto, basta citar a participação da Academia, como convidada de SEIS feiras de livro somente este ano: Em Fazenda Vilanova, Santa Clara do Sul, Lajeado, Marques de Souza, Sommer/Gustavo Adolfo e na próxima segunda-feira, dia 10, vamos nos fazer presente na Feira do Livro de Ilópolis.
Tivemos ao longo deste ano o Sarau Literário, lançamento de livros, participamos de um ato comemorativo do Combate do Fão em Barra do Dudulha e estamos realizando o 3º Concurso Literário da Alivat. Além disto promovemos diversas reuniões e atividades culturais. Tudo isto está movimentando e está dando vida a Alivat.
São muitos os motivos que nos levam a estufar o peito e dizer “EU FAÇO PARTE DA ALIVAT”.




terça-feira, 4 de outubro de 2011

Caravana da Alivat prestigiou Feira do Livro de Marques de Souza


A Caravana da Academia Literária do Vale do Taquari (Alivat) participou da 3ª Feira do Livro do município de Marques de Souza. A organização da feira é da Secretaria de Educação, Cultura, Turismo e Desporto. A escritora homenageada como patrona é Ana Cecília Togni, integrante da Alivat. O evento, que iniciou nesta sexta-feira, se estende durante todo sábado, nas dependências da União Centenária, no Centro.
A Caravana da Alivat foi recebida pelo prefeito Ruben Kremer e por sua equipe de secretários, vereadores, além de mais de 250 alunos de várias escolas do município, professores e a comunidade. A Caravana foi liderada pelo presidente da Academia Deolí Gräff e integrada por Ana Cecília Togni, Alício de Assunção, Osmar Agostini e José Alfredo Schierholt. Cada um dos escritores fez um breve relato sobre as suas obras, além de estimular os alunos a ler e escrever.
“A presença dos escritores integrantes da Alivat foi um dos momentos marcantes da feira. Nossa ideia foi mostrar, principalmente para os alunos, que não é necessário trazer escritores de Porto Alegre para apresentarmos bons trabalhos. Também queremos mostrar aos alunos que não é necessário morar em uma metrópole e estudar em escolas grandes para se ter a condição de escrever. Nos pequenos municípios também tem pessoas com competência e talento, basta despertar para tal e valorizá-las”, comentou o secretário de Educação Jurandir Brenner. 



sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Alivat divulga ganhadores que terão suas obras publicadas em livro

A Academia Literária do Vale do Taquari (Alivat) realizou quarta-feira à noite, dia 28, reunião para tratar sobre vários assuntos de interesse da entidade. O encontro foi coordenado pelo presidente Deolí Gräff e contou com a presença de um significativo número de acadêmicos. Na abertura da reunião foi prestada homenagem ao jornalista de Estrela Antônio Carlos Porto, falecido terça-feira, com um minuto de silêncio. Porto teve destacada atuação na imprensa do Estado.
Um dos assuntos debatidos foi a avaliação do evento cultural realizado dia 17 de setembro, com a participação no ato comemorativo aos 79 anos do Combate do Fão,  na localidade de Barra do Dudulha, na divisa dos municípios de Pouso Novo, Progresso e Fontoura Xavier. A iniciativa foi muito elogiada pelos acadêmicos que participaram do evento. “Merece elogios a recepção calorosa em Pouso Novo e também a significativa participação no ato realizado no local do combate”, destacou José Alfredo Schierholt.
Outro assunto que mereceu atenção foi a reformulação do Estatuto da Alivat. Vários membros da academia contribuíram com sugestões. Ficou decidido que deverá ser feita nova reunião específica para tratar sobre a questão.
Na reunião ficou decidido que no dia 4 de outubro, data de aniversário da Alivat, será realizado um jantar festivo para comemorar o sexto aniversário.

Feira do Livro em Marques de  Souza e Ilópolis
A Alivat será presença destaque em duas feiras de livros. No próximo fim de semana, sexta-feira e sábado acontece a Feira do Livro de Marques de Souza e que irá homenagear como patrona a acadêmica Ana Cecília Togni. Sexta-feira, às 9h, uma caravana da Alivat estará presente ao evento, integrada por Deolí Gräff, Ana Cecília Togni, José Alfredo Schierholt, Alício de Assunção e Osmar Agostini.
No dia 10 de outubro, em evento literário na cidade de Ilópolis, o acadêmico Adriano Torelli Spézia, fará o lançamento do seu livro em sua terra natal. Também neste evento estará presente uma representação da Alivat.

Os vencedores do Concurso Literário
O assunto destaque da reunião foi a divulgação do resultado do 3ºConcurso Literário da Alivat, que conta com o apoio da Prefeitura de Lajeado. O concurso recebeu 116 obras de 40 autores provenientes de várias cidades da região. O presidente da academia destacou a  significativa participação, que superou as edições anteriores. “Também devemos ressaltar a qualidade dos textos, o que demonstra que temos muitos e bons escritores em condições de ingressar no mundo literário”, afirmou Gräff. O prêmio dos vencedores será a publicação de seus trabalhos em livro.
A próxima etapa será a editoração eletrônica dos textos que constarão no livro, depois passará por revisão gramatical e por último a impressão. Além dos textos dos ganhadores do concurso também farão parte artigos originais dos escritores que integram a Alivat. Para o lançamento do livro será realizada solenidade em data a ser definida.

Resultado do concurso

CONTO
1º Lugar – Lembranças – Adriano Anschau - Lajeado
2º Lugar – Bilhete de Bobby – Jeferson Henrique Rodrigues – Lajeado

Menção Honrosa
A Ameaça – João Roque Scherer – Lajeado

Cronica
1º Lugar Marcas do Primeiro Dia – Janice Schmidt – Cruzeiro do Sul
2º Lugar Espera um Pouco Mais – Cristiane Lautert Soares - Taquari

Menção Honrosa
Pés descalços – Adilar Signori – Roca Sales
Corina – Iara Ghilardi Breitenbach - Lajeado

Cronica Histórica
1º Lugar Viagem ao passado de Vila Progresso – Leandro Lampert - Lajeado
2º Lugar Rio Taquari – Luis Fernando Radaelli – Lajeado
Menção Honrosa – não houve

Poesia
1º Lugar João de Barro – Rosane Piccinini – Roca Sales
2º Lugar Amor – Rivail de Oliveira Teixeira - Lajeado

Menção Honrosa
Flagrantes recortados – Alessandra Ames – Arroio do Meio
Acalanto – Romeu Sandro dos Santos – Pouso Novo

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Jornalista Merval Pereira assume cadeira de Scliar na Academia Brasileira de Letras


O jornalista e escritor carioca Merval Pereira, colunista do jornal O Globo, da Rádio CBN, e da Globonews, foi empossado como imortal pela Academia Brasileira de Letras (ABL), nesta sexta-feira (23/9/2011). Ele assumiu a cadeira de número 31, anteriormente ocupada pelo também jornalista e escritor Moacyr Scliar, morto em fevereiro deste ano.
Merval Pereira disse sentir-se honrado por suceder Scliar e que espera por meio do Jornalismo ajudar a difundir a democracia.
Em seu discurso de posse, Pereira enfatizou o papel dos jornais para a informação. “É nos jornais que ainda se abriga maior parte do jornalismo de qualidade. Agora faço parte de uma Casa cujo propósito é aquele que busquei a vida inteira, com meu ofício: produzir conhecimento e difundi-lo, para o bem de nosso país, de nossa cultura”.

O jornalista é a oitava pessoa a ocupar a cadeira 31 da ABL, cujo fundador é Guimarães Junior e que tem como patrono Pedro Luís. Os ocupantes anteriores foram João Ribeiro, Paulo Setúbal, Cassiano Ricardo, José Cândido de Carvalho e Geraldo França de Lima – este último, sucedido por Moacyr Scliar em 2003.

Perfil
Nascido em 1950 no Rio de Janeiro, Merval Pereira também ocupa a cadeira 48 da Academia Brasileira de Filosofia. Exerceu cargos de reportagem e de chefia nos principais veículos da imprensa brasileira.

Em 1979, ganhou o Prêmio Esso pela série de reportagens "A segunda guerra, sucessão de Geisel", publicada no "Jornal de Brasília" em parceria com André Gustavo Stumpf, que mais tarde foi transformada em livro com título homônimo. Merval é autor ainda de "O lulismo no poder", além de ter recebido da ABL a medalha Machado de Assis. 




segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Combate do Fão


Realizamos sábado, dia 17, o nosso Evento Cultural, ao participarmos do Ato que marcou os 79 anos do Combate do Fão, na localidade de Barra do Dudulha, na divisa dos municípios de Pouso Novo, Progresso e Fontoura Xavier. O ato foi promovido pela Escola Estadual Pouso Novo e coordenado pelo Acadêmico Alício de Assunção. O apoio foi da Secretaria de Educação de Pouso Novo. Pela Alivat fomos em um grupo de SETE escritores, além de outros acompanhantes e familiares.

Foi um evento memorável e serviu para divulgar a Academia, além de mostrar a nossa força. A viagem foi em duas etapas. De manhã paramos na Escola Estadual Pouso Novo, onde fomos recepcionados com um farto Café da Manhã, com a presença da direção, professores, vereadores, secretários municipais, o prefeito e lideranças da comunidade. Merece destaque a chegada a escola, onde fomos recepcionados com aplausos por alunos e as autoridades. Um belo gesto.

Depois seguimos até Dudulha, que está situada na confluência do Arroio Dudulha e o Rio Fão, cercada de morros. Um lugar magnífico, bonito e muito especial.
O Ato realizado junto ao pequeno cemitério onde teriam sido sepultados em uma vala comum os corpos de seis combatentes, foi muito significativo e emocionantes. O destaque para o acadêmico, o historiador José Alfredo Schierholt que fez um relato muito esclarecedor, contextualizando na história o Combate.
O almoço foi no Café Colonial Stake, em Marques de Souza. Depois seguimos até o Distrito de Tamanduá para conhecer o projeto de restauro das casas mais antigas da vila e duas igrejas. Um projeto muito interessante. Chegamos em Lajeado pouco depois das 14h.

Participaram do evento os acadêmicos:
Deolí Gräff
Alício de Assunção
José Alfredo Schierholt
Márcio Marqueto Caye
Astrid Lenhart
Laura Peixoto
Adriano Spézia
Também participaram os membros da Academia Marlene Ahlert e Leila Kufel, além de familiares e amigos.

Aos que participaram, nosso agradecimento e a certeza de que o evento foi muito enriquecedor. 





















Combate do Fão . Ato histórico lembrou os 79 anos da última batalha sangrenta do Estado

Por iniciativa da Escola Estadual Pouso Novo, com o apoio da Secretaria Municipal de Educação e a participação de um grupo de sete  escritores da Academia Literária do Vale do Taquari (Alivat) foi realizado sábado, dia 17, um ato denominado de Resgate Histórico para lembrar os 79 anos do Combate do Fão, ocorrido em 1932, dentro da Revolução Constitucionalista, na divisa dos municípios de Pouso Novo, Fontoura Xavier e Progresso, no Vale do Taquari. O evento aconteceu na localidade de Barra do Dudulha, no local onde ocorreu o enfrentamento entre as forças do Estado lideradas pela Brigada Militar e os revolucionários que lutaram na defesa pela implantação de uma constituição pelo governo do presidente Getúlio Vargas. No lugar da batalha hoje tem um campo de futebol. O tronco seco de uma árvore de Canjerana resiste ao tempo e é considerado testemunha do tiroteio.
A cerimônia de resgate, coordenada por Alício de Assunção, foi realizada  num pequeno cemitério, existente as margens do Rio Fão, em frente ao prédio da escola desativada, o salão comunitário e uma igrejinha. Contam os moradores da localidade que em uma vala comum teriam sido enterrados os corpos de seis combatentes que não foram identificados. O local está cercado com grade de ferro e tem apenas uma cruz de madeira, sobre a qual foi colocada uma bandeira do Estado. A cerimônia foi aberta com o canto do hino riograndense. O primeiro a se pronunciar foi o presidente da Alivat, Deolí Gräff, que destacou a importância de recuperar a história do episódio que marcou a bravura do povo gaúcho. “Custa a entender que num recanto tão distante, entre montanhas dois grupos tenham se encontrado para duelar de forma sangrenta, as margens do encontro das águas do Arroio Dudulha com o Rio Fão”.
O vice-prefeito de Progresso, Luiz Dalcin e o prefeito de Pouso Novo Jovani Nardino elogiaram a iniciativa de resgatar a história do combate. “Nós temos que respeitar este fato e recuperar todas as informações sobre este combate”, afirmou Nardino.
O historiador José Alfredo Schierholt fez um relato situando na história o Combate do Fão. “A origem foi a eleição de Getúlio Vargas a presidente do Brasil em 1930, que prometeu fazer uma constituição ao país. Ele não cumpriu, o que levou o Estado de São Paulo se rebelar contra Getúlio e recebeu o apoio do Rio Grande do Sul e Minas Gerais. No nosso Estado o enfrentamento entre as forças revolucionárias e os governistas se deu com o Combate do Fão”, explicou ele. Sobre o número de mortes, Schierholt disse que os números são desencontrados e não há uma informação exata. “Mas o certo é que ocorreram muitas baixas do lado dos revolucionários, que tinham menos poder de combate”. Schierholt lembrou a letra do hino riograndense para dizer que “foi uma ímpia e injusta guerra”.

Um museu deverá guardar a história
A moradora da localidade, a ex-professora Leda Trombini e a filha Janaína, que concluiu a faculdade de História na Univates, pesquisaram a história do Combate. A mãe guarda um punhado de cápsulas da munição de armas usadas na batalha. “Isto foi encontrado pelos moradores e acho que deve ter muito mais coisas nesta região”, conta Leda ao mostrar as capsulas de munição. Janaína emocionou-se guando Alício de Assunção anunciou que para os oitenta anos do Combate a serem comemorados no ano que vem, deverá ser escrito um livro, com o apoio do historiador José Alfredo Schierholt e outros pesquisadores. “Meu grande sonho é transformar o prédio que serviu de escola, ser transformado em museu, onde poderiam ser guardadas as peças encontradas e que serviria de local de estudo para alunos e visitantes”, afirmou janaína.
A diretora da Escola Estadual Pouso Novo Tânia Constantin declarou integral apoio dos alunos e professores para trabalho histórico. “Os nossos alunos e a comunidade precisam conhecer melhor o que foi este fato que marcou a história do Estado”. Também a secretária de Educação Liane Nardino confirmou que vai ajudar o projeto e disse que o professor e primeiro prefeito do município, Ângelo Bonacina deverá ser convidado a contribuir no relato histórico.

A opinião da estudante
Acompanhando atentamente o evento, a estudante da Escola Estadual Pouso Novo, Marília Nardino (17), falou sobre a importância do evento: “Como uma admiradora da história, enfatizo a importância de resgatar a cultura e os acontecimentos que ocorreram na Barra da Dudulha. Não devemos esquecer, pois se hoje somos uma comunidade devemos muito ao que foi realizado no passado”.

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Evento Cultural da Alivat confirmado para dia 17/09/11

Está tudo confirmado para o Evento Cultural que a Alivat vai promover dia 17 de setembro para conhecer o local onde ocorreu o Combate do Fão, na localidade de Dudulha, na divisa entre os municípios de Pouso Novo, Progresso e Fontoura Xavier. 
Estarão presente mais de 100 alunos e professores de três escolas de Pouso Novo e Fontoura Xavier. Também estarão presentes autoridades entre os quais prefeitos e secretários municipais. 

Além de ser um passeio histórico, também será uma ótima aventura, um programa totalmente diferente de tudo o que já fizemos.
Sintam-se todos convidados a participar e aproveitar este evento de pura cultura e história e conhecer um recanto escondido no belo e fértil Vale do Taquari.  



quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Concurso Literário da Alivat recebeu 116 textos de 40 autores

O prazo de inscrição do 3º Concurso Literário Escritos/Escritores III”, promoção da Academia Literária do Vale do Taquari (Alivat) com o apoio da Prefeitura de Lajeado, encerrou dia 29 de agosto. O número de trabalhos inscritos foi uma surpresa. Foram recebidos 116 textos nas categorias crônica, poesia, conto, crônica histórica e literatura infanto-juvenil, de 40 autores. Estes números superam as duas edições anteriores. “Isto demonstra que o concurso está crescendo e despertando novos escritores”, afirmou o coordenador da comissão organizadora Marcos Frank.
Na próxima etapa os originais serão submetidos a avaliação da Comissão Julgadora designada para esta tarefa. O prazo de avaliação será de vinte dias. O resultado será divulgado na reunião da Alivat do dia 28 de setembro. Nesta reunião serão anunciados os ganhadores.
Os melhores textos de cada gênero serão publicados em livro a ser lançado no mês de novembro, em evento solene. “Com esta promoção a Alivat está cumprindo com um dos seus objetivos que é de incentivar o surgimento de novos escritores”, enfatizou Frank.

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Alivat prestigia lançamento do livro da escritora Vera Weissheimer

Cruzeiro do Sul - Capelã do Hospital Alemão Oswaldo Cruz de São Paulo, Vera Cristina Weissheimer, retornou a sua terra natal, Cruzeiro do Sul, para lançar o livro “Escolhas”. O evento foi realizado, sexta-feira, à noite, dia 26,  no Centro Comunitário Evangélico, com a presença de amigos, familiares e alunos da Escola João de Deus. “Que bom ter a pastora Vera em nosso meio. Aqui ela é sempre bem-vinda”, saudou o pastor da Igreja Evangélica de Confissão Luterana do Brasil (IECLB) Milton Schmidt.
A escritora disse que é sempre muito bom retornar ao convívio das pessoas da terra natal. “E é ainda mais gostoso para um momento em que podemos compartilhar um trabalho como o lançamento de um livro”, descreveu.
No livro ela faz uma reflexão sobre as escolhas humanas. “Se formos classificar esta obra, podemos enquadrá-la no segmento espiritualidade, porque cada texto que compõe a obra tem uma mensagem para o dia a dia da vida”. Apesar de ser pastora da IECLB, Vera deixa claro que o conteúdo é bem ecumênico. “Todas as pessoas podem ler, porque a espiritualidade é a algo universal, não é exclusivo de uma religião”, afirmou.
Vera adiantou que está programando concluir o próximo livro para 2013. Ela disse que será para atender encomenda da Editora Sinodal. O tema será sobre a vivência da espiritualidade entre os pacientes de hospital. “Vou tentar escrever como os doentes se refazem a partir da prática da espiritualidade”.
O presidente da Academia Literária do Vale do Taquari (Alivat) Deolí Gräff prestigiou o lançamento do livro da escritora Vera Weissheimer, que também é integrante da Academia. “Me chamou atenção a facilidade de comunicação e a simpatia que transmite ao público enquanto analisa o conteúdo do livro”, destacou Gräff. Ele salientou que o livro tem um conteúdo profundo e rico em sabedoria e lições para a vida.
A autora
Vera Weissheimer, natural de Cruzeiro do Sul, é teóloga luterana formada pela Escola Superior de Teologia (IECLB), em São Leopoldo (RS), com mestrado em Ciências da Religião pela Universidade Metodista de São Paulo (UMESP), em São Bernardo do Campo (SP), e aprimoramento no Süddeutsches Institut für Logotherapie, em Munique, e na Kirchliche Hochschule Bethel, em Bielefeld, ambos na Alemanha. Atualmente é Capelã do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, em São Paulo, onde integra as Comissões de Bioética e Cuidados Paliativos, e o Comitê de Ética em Pesquisa da Instituição.
Depois de proferir palestra sobre o conteúdo do livro Vera autografou a obra


segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Alivat vai fazer evento cultural em setembro

A Academia Literária do Vale do Taquari (Alivat) realizou reunião quinta-feira, dia 18, em sua sede no Parque Histórico de Lajeado. O encontro foi coordenado pelo presidente Deolí Gräff e contou com a presença de um significativo número de acadêmicos, que trataram sobre diferentes assuntos.  Um deles foi a confirmação da realização de um evento cultural para os integrantes da Academia no dia 17 de setembro. A atividade consiste em conhecer o local em que aconteceu o Combate do Fão, em 1932, durante a Revolução Constitucionalista. O combate aconteceu na localidade de Dudulha, as margens do Rio Fão na divisa dos municípios de Pouso Novo e Fontorua Xavier. No local ainda existe o cemitério onde foram sepultados alguns combatentes. O evento contará com a presença de alunos de Pouso Novo, além de autoridades dos dois municípios. O professor e historiador José Alfredo Schierholt fará um relato histórico sobre o combate e a revolução.
Outro assunto em pauta foi o Concurso Literário, que está sendo realizado em parceria entre a Academia e a Prefeitura de Lajeado. O prazo de inscrições termina dia 29 de agosto. Os textos devem ser encaminhados para o e-mail: leila.kuffel@lajeado.rs.gov.br . O regulamento está  disponível no blog da Alivat: www.academialiterariavaledotaquari.blogspot.com
Outro assunto que mereceu atenção especial foi a Feira do Livro de Lajeado, que aconteceu de 9 a 13 de agosto no Parque do Imigrante promovido pela Prefeitura e pelo Sesc. Conforme os acadêmicos que participaram do lançamento de livro durante a feira, José Alfredo Schierholt, Ana Cecília Togni e Rudimar Haunstein, o evento foi muito desorganizado e não valorizou os autores locais. Os escritores disseram que não houve a presença de público, somente alunos das escolas do município em horário escolar. O presidente disse que a Alivat foi desrespeitada e esquecida pela organização da feira. Ele salientou que o projeto da feira deverá ser reavaliado por não cumprir com o objetivo cultural.
Na reunião o presidente comunicou o recebimento do livro Rádio Independente: 60 anos no ar, das mãos do diretor da emissora Ricardo Brunetto. Gräff disse que a Alivat sente-se prestigiada pela Rádio Independente pela deferência de entregar pessoalmente um exemplar da obra, que foi escrita por um integrante da Academia, José Alfredo Schierholt, tendo como coautora a jornalista Greice Feldens.
Também ficou definido que no mês de setembro, em data a ser confirmada, para fazer a última avaliação sobre a revisão dos estatutos da entidade.




terça-feira, 16 de agosto de 2011

Alivat esteve presente na Feira do Livro de Lajeado

A Academia Literária do Vale do Taquari (Alivat) marcou significativa presença na sessão de lançamento de livros de autores regionais na 6ª Feira do Livro de Lajeado. O evento aconteceu na sexta-feira, à noite, dia 11 de agosto, no Parque do Imigrante.
Fizeram o lançamento de livros os acadêmicos:
José Alfredo Schierholt – Rádio Independente 60 anos no ar
Rudimar Haunstein - Histórias de uma Vida
Ana Cecília Togni - Conhecendo e Estudando Matemática Financeira
Adriano Spezia - Coletâneas Espíritas
Também participaram Denise Brandão Kern, natural de Taquari e residindo atualmente em Ivoti, com o livro “Uma Turma Diferente aprendendo a poupar”.
Outro autor presente foi Itacir Santim, natural de Muçum, que autografou a sua obra de ficção Encontro Final.
O presidente da Alivat, Deolí Gräff, também prestigiou o evento.




Na foto aparecem: Adriano Spezia, Itacir Santim, Chica, Rudimar, Schierholt, Denise Kern e Rejane Ewald

terça-feira, 9 de agosto de 2011


3º Concurso Literário da Alivat tem inscrições prorrogadas até 29 de agosto

O prazo de inscrições para o 3º Concurso Literário foram prorrogadas até o dia 29 de agosto. A promoção é conjunta entre a Academia Literária do Vale do Taquari (Alivat) e as secretarias de Cultura e Turismo (Secultur) e de Educação (SED) A habilitação deve ser feita por meio eletrônico, para o e-mail:leila.kuffel@lajeado.rs.gov.br . O regulamento está a disposição no blog da Alivat:http://www.academialiterariavaledotaquari.blogspot.com/ .
Cada participante poderá inscrever até três textos em uma categoria. Os textos deverão ser inéditos e enquadrados nos seguintes gêneros literários: Conto, Crônica, Crônica Histórica, Literatura Infanto– juvenil e Poesia.
A comissão julgadora irá observar como critérios a clareza na exposição do assunto, originalidade do texto e caráter literário para escolher os dois melhores trabalhos de cada categoria, e também poderá conferir Menção Honrosa a outros textos com reconhecida qualidade.
O resultado será publicado na reunião mensal da Alivat no mês de setembro. A solenidade de lançamento do livro com os resultados dos vencedores será no mês de novembro. No livro, além dos artigos dos vencedores, também serão incluídos textos originais dos membros da Academia Literária.

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Obrigado aos veículos de comunicação que nos apoiaram.

Alivat marca Dia do Escritor com plantio de árvores e doação de livros

 A Academia Literária do Vale do Taquari (Alivat) realizou três eventos na segunda-feira, 25 de julho, para marcar o Dia do Escritor. A primeira atividade foi o plantio de três mudas de árvores no Jardim Botânico de Lajeado (JBL) de espécies nativas. A planta da espécie Guajuvira representa a Alivat, a Araça o mandato da presidente fundadora da Academia Ana Cecília Togni e a muda de Ariticum a gestão do segundo presidente Marcos Franck. O atual presidente Deolí Gräff destacou que o plantio das mudas faz parte do projeto de criar o Bosque dos Escritores no JBL.
A iniciativa recebeu o apoio da Secretaria do Meio Ambiente (Sema) de Lajeado, que dous as plantas e indicou o local a ser ocupado. A secretária substituta da Sema Andréia Brisolara acompanhou a atividade e elogiou a iniciativa da Alivat. “É uma forma da Academia, que dá importante contribuição com a cultura, também fazer sua parte com o meio ambiente”, afirmou ela.
A segunda atividade no Dia do Escritor foi a doação de livros para a Biblioteca Móvel do Hospital Bruno Born (HBB) de Lajeado. Das 66 obras entregues 35 são de autoria de escritores integrantes da Academia. Conforme a recreacionista responsável pela biblioteca e a brinquedoteca do HBB Vanessa Dentee, diariamente são passados nos quarto em que tem pacientes internados para oferecer o empréstimo de livros e revistas.
“Entendemos que a biblioteca móvel do HBB cumpre um papel muito importante. Dá a oportunidade de leitura pra um momento da vida em que o livro é uma excelente companhia. Acreditamos que estes livros sejam muito utilizados”, destacou o presidente da Alivat, Deoli Gräff, salientando também que para a Alivat a iniciativa foi uma maneira de marcar o Dia do Escritor. “Para os escritores é uma forma concreta de fazer com que nossos livros circulem e sejam lidos”, observou Gräff.
Ainda segunda-feira, à noite foi realizado no restaurante Planeta Terra do Unicshopping, reunião festiva comemorativa a data dos escritores.



terça-feira, 26 de julho de 2011

HBB recebe doação de livros da Alivat

O Hospital Bruno Born (HBB) de Lajeado recebeu, nesta segunda-feira (25), a doação de 66 livros da Academia Literária do Vale do Taquari (Alivat). Os livros foram doados para a biblioteca móvel do hospital, que passa diariamente, de quarto em quarto, levando a leitura de livros e revistas para os pacientes internados. Das 66 obras doadas, 35 livros são de escritores da Alivat. São livros de vários gêneros literários, como histórias infantis, de pesquisa histórica, romances, poesias e também de reflexões e espiritualidade.
“Entendemos que a biblioteca móvel do HBB cumpre um papel muito importante. Dá a oportunidade de leitura pra um momento da vida em que o livro é uma excelente companhia. Acreditamos que estes livros sejam muito utilizados”, destacou o presidente da Alivat, Deoli Gräff, salientando também que para a Alivat a iniciativa foi uma forma de marcar o Dia do Escritor, que é comemorado em 25 de julho. “Para os escritores é uma forma concreta de fazer com que nossos livros circulem e sejam lidos”, observou Gräff.



segunda-feira, 25 de julho de 2011

25 de Julho - DIA DO ESCRITOR

A Academia Literária do Vale do Taquari - Alivat quer cumprimentar a todos pela passagem da nossa data comemorativa. Sintam-se todos saudados. O nosso desejo que continuem transformando inspiração em textos. É a nossa forma de contribuir para a cultura do nosso povo.
 
A Diretoria
Alivat
 
 
 
Frases para Orkut

terça-feira, 19 de julho de 2011

Lançamento do Livro do Professor Schierholt


No final da tarde desta sexta-feira, dia 15, um significativo número de acadêmicos prestigiou o lançamento do 14º livro do professor e historiador José Alfredo Schierholt sobre os 60 anos da Rádio Independente, tendo como coautora Greice Feldens. O ato foi realizado no estande da emissora na Agroind, no Parque do Imigrante. O livro é uma obra primorosa, que relata a história da Independente em suas diferentes fases de crescimento.
A presença da Alivat foi silenciosa, mas muito significativa em apoio ao Schierholt, a quem cumprimentamos por mais esta obra. 









sexta-feira, 15 de julho de 2011

3º Concurso Literário da Alivat - Ganhadores receberão como prêmio a publicação de suas obras em livro

A Academia Literária do Vale do Taquari (Alivat) em parceria com as secretarias de Cultura e Turismo (Secultur) e de Educação (SED) está promovendo o 3º Concurso Literário Escritos/Escritores. O presidente da Alivat, Deolí Gräff, salientou que o concurso  abre oportunidade para aqueles que gostam de escrever e precisam de uma oportunidade para expor os trabalhos literários.
Uma das novidades deste ano é que as inscrições deverão ser feitas somente por meio eletrônico, para o e-mail: leila.kuffel@lajeado.rs.gov.br . O regulamento está a disposição no blog da Alivat: www.academialiterariavaledotaquari.blogspot.com .
O período de inscrição vai até o dia 29 de julho. Cada participante poderá inscrever até três textos em uma categoria. Os textos deverão ser inéditos e enquadrados nos seguintes gêneros literários: Conto, Crônica, Crônica Histórica, Literatura Infanto– juvenil e Poesia.
A comissão julgadora irá observar como critérios a clareza na exposição do assunto, originalidade do texto e caráter literário para escolher os dois melhores trabalhos de cada categoria, e também poderá conferir Menção Honrosa a outros textos com reconhecida qualidade.
O resultado será publicado na reunião mensal da Alivat no mês de setembro. A solenidade de lançamento do livro com os resultados dos vencedores será no mês de novembro. No livro, além dos artigos dos vencedores, também serão incluídos  textos originais dos membros da Academia Literária.